Cinema em casa > Colunas > Cinema em Casa – Parte 9
Enviado 25/10/2015 3:54 pm por Pipoca Gigante no responses

O Cinema em Casa é a coluna do Pipoca Gigante voltada para os filmes que chegam ao Brasil sem anteriormente terem passado pelas salas de cinema – ou, em alguns casos raros, com uma curta carreira em cartaz. Aqui falamos sobre os filmes lançados direto no mercado de vídeo atual, ou seja, canais a cabo, Netflix, Now e as poucas locadoras sobreviventes. Como de costume, todos os filmes comentados na coluna foram lançados comercialmente no país e, para facilitar, colocaremos onde é possível encontrá-los. Não esqueça de conferir nosso especial Cinema em Casa: Ex-Machina – Instinto Artificial clicando no link, assim como as edições passadas. Vamos aos lançamentos.

 

X-Men: Dias de um Futuro Esquecido – Edição Vampira

O que um blockbuster exibido nos cinemas do mundo inteiro faz numa coluna destinada a filmes lançados direto em vídeo no Brasil? Bem, trata-se de uma versão do filme justamente inédita nos cinemas. O filme que todo mundo viu eliminava totalmente da trama a personagem Vampira, interpretada pela vencedora do Oscar Anna Paquin (“O Piano”).

Para se redimir, o diretor Bryan Singer lança esta versão diretamente no mercado de home vídeo, que inclui uma subtrama interessante (mas não primordial) com a personagem parasítica, além de cenas estendidas incluídas no corte final – como uma noite de amor (ou quase) entre Mística (Jennifer Lawrence) e Fera (Nicholas Hoult).

Na trama, após o corte que Wolverine dá em sua barriga, Kitty (Page) fica fraca e incapaz de continuar mantendo-o no passado. Surge a ideia de transferir seus poderes para Vampira, que antes precisa ser resgatada de experimentos dentro da mansão por Magneto e Bobby. Esta edição com 20 minutos a mais, no entanto, não interfere na estrutura geral da obra.
Estreia: 22 de julho (mercado de home vídeo).
Onde Encontrar: Lojas especializadas.

No Auge da Fama (Top Five)

Talvez um “Birdman” em escala muito menor, “No Auge da Fama” é o novo filme escrito e dirigido pelo comediante Chris Rock - que já havia surpreendido com a honestidade de seu filme anterior, “Acho que Amo Minha Mulher” (2007). Na época de seu lançamento, este filme gerou certo falatório de indicações para prêmios do cinema, mas terminou por ficar de fora dos principais deles, como o Oscar e o Globo de Ouro.

Na trama, Rock vive um superastro do cinema, no melhor estilo Eddie Murphy. Cansado de trabalhar apenas por dinheiro, em produções pífias, o sujeito decide investir em um projeto mais sério e pessoal, ao mesmo tempo em que reavalia sua carreira e vida. Nesse espírito, ele concede uma entrevista para sua maior detratora (papel de Rosario Dawson). No elenco, participações de gente como Adam Sandler e Jerry Seinfeld, interpretando a si mesmos.

Estreia: 6 de setembro de 2014 (Festival de Toronto).

Onde Encontrar: Now da Net,  Locadoras e rede Telecine.

Julho Sangrento (Cold in July)

Esta é para os aficionados por histórias criminais loucas. Baseado no livro de Joe R. Lansdale, o roteiro foi adaptado por Jim Mickle (que também dirige) e Nick Damici, as mentes por trás de filmes como “Stakeland – Amanhecer Violento” e “Somos o que Somos”. A trama inicia como uma espécie de “Marcas da Violência” (2005), com um pacato comerciante de uma cidadezinha, papel de Michael C. Hall (o eterno Dexter), matando um invasor em sua casa durante a madrugada.

A primeira guinada do roteiro apresenta a chegada do pai do falecido (Sam Shepard), também um criminoso, planejando um acerto de contas. Mas o que acontece quando surge a suspeita de que o morto não é o filho do sujeito sinistro? O filme ainda traz Don Johnson no melhor papel de sua carreira em anos.

Estreia: 18 de janeiro de 2014 (Festival de Sundance).

Onde Encontrar: Now da Net, Locadoras e rede Telecine.

Prazeres Mortais (The Loft)

Eis outro suspense na lista, este usando de um teor, digamos, mais erótico (ao menos em sua proposta). Refilmagem norte-americana de uma produção belga de 2008, a trama também já havia sido refilmada em 2010 como uma obra holandesa. O que todas possuem em comum é a base do roteiro de Bart De Pauw. Além disso, a nova versão utiliza o proeminente Matthias Schoenaerts reprisando seu papel do filme de 2008, e a direção do mesmo Erik Van Looy do original.

Na trama, um grupo de cinco amigos de longa data (atualmente quase todos casados), decide alugar um apartamento e mantê-lo em segredo das suas respectivas esposas para suas conquistas amorosas. A reviravolta chega com o assassinato de uma jovem na cama do local. E agora, qual deles é o responsável pelo crime hediondo? A narrativa se desenvolve em duas linhas temporais, mostrando as consequências do crime e, através de flashbacks, o que pode ter levado a ele. No elenco, James Marsden, Karl Urban, Wentworth Miller e Rhona Mitra.

Estreia: 14 de outubro de 2014 (Ghent Film Festival – na Bélgica).

Onde Encontrar: Locadoras e Now da Net.

A Grande Ilusão (The Truth About Emanuel)

A bela britânica, filha de brasileira, Kaya Scodelario é uma das jovens atrizes do momento. Sua beleza é um destaque, mas Scodelario está pronta também para se tornar uma verdadeira estrela. Talento a jovem possui. A atriz participou dos primeiros filmes da série juvenil “Maze Runner” e em breve poderá ser vista ao lado de Johnny Depp como a protagonista feminina da próxima aventura de “Piratas do Cabine”. Se formos pensar o que a franquia fez pela carreira de Keira Knightley, Scodelario está no caminho certo.

Aqui ela tem a chance de verdadeiramente atuar, neste suspense dramático. A atriz vive Emanuel, jovem de nome inusitado para uma menina, vinda de um lar opressor. Quando na casa ao lado chega sua nova vizinha, papel de Jessica Biel, a amizade entre as duas começa a libertar a protagonista aos poucos. No entanto, Emanuel irá descobrir a verdade estarrecedora sobre sua nova amiga e seu filho recém-nascido, revelação que poderá afetá-la para sempre.

Estreia: 18 de janeiro de 2013 (Festival de Sundance).

Onde Encontrar: Locadoras e rede Telecine.

Garotas Inocentes (Very Good Girls)

Este é outro filme sobre a amizade de duas jovens mulheres abaladas por uma verdade inconveniente. Aqui, no entanto, não temos um suspense, mas sim um drama. Escrito e dirigido por Naomi Foner, “Garotas Inocentes” traz duas das jovens atrizes mais talentosas da atualidade. A sumida Dakota Fanning e a ascendente Elizabeth Olsen interpretam as almas gêmeas Lilly e Gerri. As meninas liberais decidem através de um pacto perder a virgindade antes da ida para a faculdade.

As coisas se complicam quando ambas começam a se relacionar com o mesmo rapaz. Apesar de ser uma história básica, a obra tem doçura suficiente para nos prender. O elenco de apoio é um dos chamarizes, contando com veteranos como Richard Dreyfuss e Demi Moore (no papel dos pais de Olsen), Ellen Barkin, Clark Gregg e Peter Sarsgaard.

Estreia: 22 de janeiro de 2013 (Festival de Sundance).

Onde Encontrar: Locadoras, Now da Net e rede Telecine.

Everly

Mudando o gênero para a ação, a mexicana Salma Hayek resolve adentrar o tipo de filme que tem como protagonista uma heroína durona e guerreira – de certa forma retornando aos seus primórdios, de filmes como “A Balada do Pistoleiro” e “Era uma Vez no México”. A atriz também abusa de suas formas generosas num show de sensualidade.

Na trama, Hayek interpreta uma prostituta em uma festa com clientes asiáticos onde tudo sai muito errado. É justamente no apartamento da balada onde toda a ação do longa se desenvolve, como uma espécie de “Festim Diabólico” trash e de prazer culposo – a obra funciona apenas neste nível para os aficionados. Agora a protagonista vira alvo e é caçada por seus empregadores. Espere exageros e ação desenfreada.

Estreia: 20 de setembro de 2014 (Fantastic Fest, nos EUA).

Onde Encontrar: Locadoras e Now da Net.

Quebra de Conduta (Möbius)

Produção francesa que traz dois dos maiores astros do país como protagonistas, Cécile De France (“Além da Vida” e “O Garoto de Bicicleta”) e o vencedor do Oscar Jean Dujardin (“O Artista”).

A bela vive uma funcionária do alto escalão de um banco de investidores que é abordada por uma equipe do governo, liderada por Dujardin, que lhe pede para que espione seu novo cliente, um russo (papel de Tim Roth) possivelmente envolvido em falcatruas.

A história tem uma guinada quando a mulher vira alvo do afeto tanto do oficial (Dujardin)  quanto do possível criminoso (Roth). Este é um suspense gelado de primeira, infelizmente negligenciado.

Estreia: 17 de fevereiro de 2013 (Lyon, França).

Onde Encontrar: Locadoras e rede Telecine.

Frontera

Frontera“é um drama sobre imigração ilegal nos EUA, tema sempre contundente e atual. Michael Peña (sucesso em “Homem-Formiga” este ano) protagoniza como um “coiote”, um mexicano que atravessa conterrâneos pela fronteira até os EUA. Em sua última travessia, levando um cliente desagradável, o acaso entra em jogo quando os dois testemunham um assassinato e logo são acusados do crime, ocorrido justamente em sua trilha de passagem.

O ótimo Ed Harris interpreta um ex-policial próximo à vítima que começa a investigar o caso por conta própria. Fechando o elenco principal, a bela Eva Longoria interpreta a esposa de Peña, mulher que sente na pele, em outra subtrama, o que pode sair muito errado em tais travessias fora da lei. Este é um drama eficiente e subestimado.

Estreia: 5 de abril de 2014 (Phoenix Film Festival).

Onde Encontrar: Locadoras e rede Telecine.

As Bruxas de Zugarramurdi (Las brujas de Zugarramurdi / Witching & Bitching)

Se você não conhece o cineasta Álex de la Iglesia, ainda está em tempo de correr e descobri-lo. Um dos diretores espanhóis mais criativos visualmente da atualidade, Iglesia não fica devendo nada aos cineastas estrelas de Hollywood, trazendo suas produções ao nível de muita coisa que é criada na meca do cinema mundial. É de se espantar que o diretor ainda não tenha filmado por lá. Por outro lado, suas obras já são praticamente hollywoodianas.

Iglesia costuma mesclar ação precisa, ritmo acelerado, muito humor, certo drama e grande valor de choque em seus filmes – ao menos os últimos, como “Balada do Amor e Ódio” (2011, exibido nos cinemas do Brasil) e este “As Bruxas…” (inédito nos cinemas). Aqui, o cineasta mergulha de cabeça numa produção de terror “podreira”, entregando possivelmente seu filme mais divertido. Tudo começa com um assalto inusitado. Utilizando elementos de “Um Drink no Inferno” (1996), os bandidos se deparam não com um ninho de vampiros, mas com um covil de bruxas. Como bônus dos filmes do cineasta, ele utiliza (ao menos nos dois últimos) sua esposa, a beldade Carolina Bang, uma das atrizes mais bonitas do cinema atualmente.

Estreia: 14 de setembro de 2013 (Festival de Toronto).

Onde Encontrar: Netflix.

 
Compartilhar
 
Notícias Relacionadas
 
 
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*



Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Animação Batman Ben Affleck Bradley Cooper Capitão América Charlize Theron Chris Hemsworth CHRISTIAN BALE Christopher Nolan Cinema Francês Cinema Nacional Coletiva de Imprensa Colin Farrell DC Comics Demolidor disney Festival do Rio 2012 Festival do Rio 2013 Festival do Rio 2014 Festival do Rio 2015 Frank Miller Game of Thrones homem aranha Homem de Ferro Hulk Jennifer Lawrence Jessica Chastain Kristen Stewart Liga da Justiça marvel Michael Fassbender mulher maravilha Netflix oscar Os Vingadores pré-estreia Robert Downey Jr. Rodrigo Santoro Samuel L. Jackson star wars steven spielberg Superman Thor Tom Cruise X-Men