Séries > Séries em Questão > Demolidor: 2ª Temporada – Primeiras Impressões
Enviado 22/03/2016 12:01 pm por Pipoca Gigante no responses

Por: Rafael Battaglia.

O Homem sem Medo está de volta

Os conflitos do Demolidor com o Justiceiro e com o seu passado são os destaques da primeira metade da segunda temporada

O caos se instaurou por Hell’s Kitchen. Apesar da prisão de Wilson Fisk, o Rei do Crime (Vincent D´Onofrio), a polícia de Nova Iorque recebe mais chamados do que nunca. As gangues da cidade estão sendo exterminadas aparentemente por um exército de soldados treinados, mas não demora muito para que Matt Murdock (Charlie Cox) perceba que não se trata de um grupo armado, mas sim de um único sujeito, que logo começa a ser chamado de O Justiceiro. O rápido desenvolvimento do conflito, movido por uma cena de ação sensacional logo na abertura, serve de alerta aos espectadores: Demolidor, uma das melhores produções baseadas nos quadrinhos da Marvel já feita, está de volta.

Esta segunda temporada, disponível para os assinantes desde sexta-feira (18), não estava nos planos iniciais da parceria entre Marvel e Netflix, anunciada no final de 2013. Originalmente, a ideia era criar uma série para cada um dos quatro heróis escolhidos (além de “Demolidor”, “Jessica Jones”, “Luke Cage” e “Punho de Ferro”) e, ao final, uni-los em outra produção, “Os Defensores”. Não era esperado, portanto, que as histórias solo tivessem continuações antes do crossover.

Leia também nossa análise da 1ª Temporada de Demolidor

No entanto, tal fato tornou-se inevitável após o sucesso da primeira temporada do Homem sem Medo. Logo nas primeiras semanas depois de disponibilizado, a Netflix anunciou uma continuação, adiando a estreia das outras produções. Contudo, havia uma dúvida: o quanto esse desvio do plano traçado inicialmente poderia afetar no desenvolvimento da série?

Não demorou para confirmarem o elenco e, com ele, os novos personagens a adentrar a trama. O público aprovou a entrada de Elektra Natchios (Élodie Yung) e de Frank Castle/Justiceiro (Jon Bernthal) na história, tanto que a temporada sequer havia estreado quando rumores sobre uma possível produção solo para o anti-herói surgiram. E, apesar do protagonismo ainda continuar com o trio Murdock, Foggy (Elden Henson) e Karen (Deborah Ann Woll), não há como negar: nos seis primeiros episódios analisados até aqui, é essa dupla estreante que rouba a cena.

Leia também sobre “Mindhunter”, nova série do diretor David Fincher para a Netflix

É interessante notar como a presença de Castle causa certo desconforto em nosso herói e cria uma série de questionamentos, a serem respondidos com o avançar dos episódios. Até que ponto os fins justificam os meios? Seriam o Demolidor e o Justiceiro tão diferentes entre si? Os métodos do Demolidor, embora justos a seu ver, são realmente eficazes? Como ficamos uma temporada inteira sem este uniforme sensacional?

Não fica para trás a relevância de Elektra para o desenvolvimento da trama central, pois é ela quem faz a ponte entre o passado e o presente de Matt. Ao mesmo tempo em que tomamos consciência da ameaça atual que entrelaça todos os personagens, somos apresentados a flashbacks que retornam à época em que os dois se conheceram.

Leia também nossas primeiras impressões de “Vinyl”, nova série produzida por Martin Scorsese

Neste início de temporada, nota-se também uma maior participação de Foggy e Karen. Além de estarem cada vez mais envolvidos com o amigo em comum (seja como o vigilante de Hell’s Kitchen, seja como sua verdadeira identidade), vemos a importância de ambos na resolução dos acontecimentos principais que compõem o enredo deste arco.

Outro fato marcante de mudança é no quesito ação. Se antes, com o Rei do Crime de Vicent D’Onofrio como antagonista, a beleza, digamos, das cenas de luta dependia apenas do Demolidor, temos aqui a adição de personagens versados em artes marciais (Castle e Elektra) e naquelas usadas pela Yakuza, a máfia japonesa onde saber karatê parece ser um requisito básico para tornar-se ‘afiliado’.

Leia também nosso especial “Os 10 Melhores Episódios de Game of Thrones”

Desta primeira metade da temporada, ficam o conflito ideológico entre Castle e Murdock, os mistérios acerca do passado do primeiro e a relação complicada entre Elektra e o segundo. Se até agora nada disso encontrou um desfecho, ao menos já temos algo de memorável: a já famosa “cena de luta no corredor”, filmada em plano sequência em um dos primeiros episódios da série, já encontrou uma rival à altura.

 
Compartilhar
 
Notícias Relacionadas
 
 
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*



Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Animação Batman Ben Affleck Bradley Cooper Capitão América Charlize Theron Chris Hemsworth CHRISTIAN BALE Christopher Nolan Cinema Francês Cinema Nacional Coletiva de Imprensa Colin Farrell DC Comics Demolidor disney Festival do Rio 2012 Festival do Rio 2013 Festival do Rio 2014 Festival do Rio 2015 Frank Miller Game of Thrones homem aranha Homem de Ferro Hulk Jennifer Lawrence Jessica Chastain Kristen Stewart Liga da Justiça marvel Michael Fassbender mulher maravilha Netflix oscar Os Vingadores pré-estreia Robert Downey Jr. Rodrigo Santoro Samuel L. Jackson star wars steven spielberg Superman Thor Tom Cruise X-Men