Pipoca Gigante » Blog Archive » Crítica “Batman vs Superman: A Origem da Justiça”

Cinema > Críticas > Crítica “Batman vs Superman: A Origem da Justiça”
Enviado 24/03/2016 8:00 am por Pipoca Gigante no responses

“Batman vs Superman:

A Origem da Justiça”

 

 


Título Original: “Batman v Superman: Dawn of Justice”

Gênero: Ação / Aventura / Fantasia.

Origem: E.U.A.

Duração: 151 Minutos.

Ano de Lançamento: 2016.

Elenco: Ben Affleck, Henry Cavill, Amy Adams, Jesse Eisenberg, Gal Gadot, Jeremy Irons, Diane Lane, Holly Hunter, Callan Mulvey, Scoot McNairy, Laurence Fishburne, Lauren Cohan, Jeffrey Dean Morgan, Michael Shannon, Harry Lennix, Kevin Costner, Ezra Miller, Ray Fisher e Jason Momoa.

Roteiro: Chris Terrio e David S. Goyer.

Direção: Zack Snyder.

 

 

Por Alexandre Bragança

 

Expectativas muito bem superadas

Um dos filmes mais esperados do ano chega hoje aos cinemas brasileiros e, sem a menor sombra de dúvida, valeu cada dia de espera.

Depois de aguardarmos por três anos, “Batman vs Superman: A Origem da Justiça“, o novo filme de Zack Snyder, tem uma dupla responsabilidade: ser a continuação de “O Homem de Aço” (produção que reavivou Superman nos cinemas) e abrir oficialmente o universo cinematográfico da DC Comics.

Leia também nossa análise de “O Homem de Aço”.

Superman, um estranho entre nós

Desenvolvida por Chris Terrio (“Argo“) e David S. Goyer (“Homem de Aço” e corresponsável pelas histórias da trilogia de Christopher Nolan), a trama tem início na infância de Bruce Wayne, ponto no qual o filme de Snyder guarda algumas semelhanças estéticas com a trilogia de Nolan. Dá-se então um salto temporal até a batalha entre os últimos filhos de Krypton, Kal-El e Zod, sobre Metrópolis, vista através dos olhos enraivecidos, incrédulos, e por que não, assustados de Bruce Wayne já nos seus quarenta e poucos anos. A partir daí, a trama se divide entre os atos (por vezes) não tão heroicos de Superman, as manobras políticas de Lex Luthor para por as mãos na tecnologia kryptoniana e a busca de Bruce Wayne, a qualquer preço, para encontrar um modo de deter aquilo que para ele e muitos terráqueos é uma ameaça alienígena.

Leia também: Vaza suposto roteiro de Batman Vs Superman.

Neste meio tempo, os roteiristas encontraram espaço para incluir a participação especialíssima da Mulher Maravilha e introduzir de maneira inteligente personagens importantes para o desdobramento do Universo Cinematográfico DC, como Flash, Cyborg e Aquaman, ainda que de forma um tanto resumida.

Bruce Wayne, um homem em busca de paz

Contudo, mais importante do que a trama em si é saber se o filme funciona, não é mesmo? Funciona, e muito. Mesmo com uma longa duração (duas horas e meia), o desenrolar nos eventos não torna o filme cansativo, pelo contrário. A linha narrativa, associada à ótima trilha musical e à edição de som, mantém os olhos (e ouvidos) do espectador grudados na tela. Além disso, a interação entre os personagens dá muito certo, em grande parte pelo talento e carisma de seus protagonistas, que executam um ótimo trabalho.

Leia também: Os 5+ HQs para entender “Batman vs Superman”.

O que leva a outra pergunta que atormentava os fãs: “Ben Affleck e Gal Gadot dão conta do recado?” Sim. É lógico que Affleck não decepcionaria. O ator dá vazão a um Batman cansado de tantas lutas e, por conseguinte, muito mais violento. Por outro lado, ele entrega um Bruce Wayne muito mais embrutecido, mas ao mesmo tempo mais charmoso. O Wayne de Affleck tem excelentes interações com a Diane Prince de Gadot, ainda que isso ocorra pouco durante a exibição. Gal Gadot, que era uma preocupação ainda maior entre os fãs, constrói uma Diane Prince melhor do que uma Mulher Maravilha, mas não deixa a desejar quando empunha a espada, o escudo e o laço da heroína, ainda que a atriz não apresente o corpo desejado para a amazona.

Leia também: Os 7 Filmes de Super-heróis de 2016.

Jesse Eisenberg recria Lex Luthor de forma genial

Jesse Eisenberg está fantástico como Lex Luthor. Em um misto de elevada inteligência, insanidade e vilania, Eisenberg encontra o ponto ideal do personagem e constrói um Luthor nunca visto antes nas telonas. Muito possivelmente, esta seja a melhor atuação, criação e desenvolvimento de personagem no longa. Henry Cavill aprofunda a questão de se sentir um estranho entre humanos, mas não vai muito além do que já vimos em “O Homem de Aço“, assim como Amy Adams. Mesmo com atuações um tanto burocráticas, os dois não chegam a decepcionar. Para finalizar, Jeremy Irons vive o Alfred mais atuante e participativo na ação junto a Mestre Wayne já apresentado no cinema. Certamente, foi uma excelente escolha para o papel.

Leia também: Novidades no Universo Estendido DC Comics.

A cena (que já assistimos no trailer) entre os alter egos Bruce Wayne / Clark Kent, com a participação de Luthor, é realmente muito boa. Mas as batalhas entre Batman e Superman são de tirar o chapéu. Snyder usa e abusa de seus slow motions, dos seus efeitos visuais e da movimentação de câmera para entregar sequências realmente marcantes.

A trindade reunida no cinema pela primeira vez

Leia também: Rumores na DC Comics.

Com “Batman vs Superman: A Origem da Justiça” Zack Snyder certamente eleva o padrão qualitativo dos filmes de quadrinhos adaptados para o cinema. Sem entrar em comparações diretas, o estilo mais sombrio e “realístico” escolhido para a DC casa perfeitamente com os personagens e ainda é capaz de nos surpreender com um final ousado e corajoso. Simplesmente imperdível!

Conheça outros lançamentos de março nos cinemas.

 
Compartilhar
 
Notícias Relacionadas
 
 
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*



Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Animação Batman Ben Affleck Bryan Cranston Capitão América Chris Evans Chris Hemsworth CHRISTIAN BALE Christopher Nolan Cinema Francês Cinema Nacional Coletiva de Imprensa DC Comics Demolidor disney Festival do Rio 2012 Festival do Rio 2013 Festival do Rio 2014 Festival do Rio 2015 Frank Miller Game of Thrones Henry Cavill homem aranha Homem de Ferro Hugh Jackman Hulk Jennifer Lawrence Liga da Justiça marvel mulher maravilha Netflix Os Vingadores pré-estreia Rachel McAdams Robert Downey Jr. Rodrigo Santoro Stan Lee star wars steven spielberg Superman Thor Viola Davis Wolverine X-Men Zack Snyder