7º Arte > Colunas > Representatividade Feminina e os filmes de Heróis
Enviado 21/05/2016 9:00 am por Pipoca Gigante no responses

Sarah Shasi no set de "Nancy Drew"

Por: F. Cruz.

Essa semana em Hollywood começou com duas histórias que mostram a maneira como mulheres são normalmente tratadas pela indústria de filmes e seriados dos Estados Unidos. Ambos acontecimentos corroboram a tese de que quem faz cinema, dos roteiristas aos executivos, não tem muito interesse no público feminino.

Leia também “Warner e o Universo Cinematográfico DC”.

A primeira história tem como ‘protagonista’ a belíssima atriz Sarah Shahi e o piloto que ela estrelou, uma modernização da história da jovem detetive “Nancy Drew”. A trama mostraria a vida da personagem como adulta, trabalhando como policial.

O piloto foi produzido pelo canal CBS, a antiga casa da “Supergirl”, e depois foi mostrado para o público nesses testes que toda emissora faz para saber como a audiência vai reagir a série. Pois bem, o resultado foi “bom”. As pessoas que participaram do teste gostaram de “Nancy Drew”.

Só que o piloto foi considerado ‘muito feminino’ pela emissora. E foi cancelado. Isso não é piada. Por alguma razão, na cabeça dos executivos da CBS, ser ‘muito feminino’  é um problema. O que eu honestamente não entendo, porque 50% do público é feminino.

Essa reação da CBS foi vazada no twitter e, claro, gerou grande revolta em pessoas pelo mundo afora.

Leia também “O que muda em Supergirl com a mudança de emissora”.

A segunda história vem da Marvel. Ah, a Marvel. Ela não desaponta. Sempre arruma alguma maneira de alienar a maior parte do público, né?

Esse mês nós já tivemos a questão do vilão Ancient One, de “Doutor Estranho”, que nos quadrinhos é asiático, mas no filme vai ser interpretado por uma atriz branca. Tanto o roteirista do filme quanto o executivo chefe da Marvel, Kevin Feige, tentaram se justificar, mas a emenda saiu pior do que o soneto, e um texto fantástico de George Takei, que interpretou o Dr. Sulu no seriado original de “Star Trek”, criou a hashtag whitewashedOut, que ficou nos trending topics por dias.

Tilda Swinton viverá o personagem The Ancient One em "Doutor Estranho"

Mas não foi só isso.

Apesar de o filme “Pantera Negra” estar mostrando muita coerência com o personagem original e trazer um elenco base quase todo de atores negros, além do diretor e o roteirista do filme também serem afro-americanos, a Marvel não poderia ficar muito tempo sem meter as pernas pelas mãos.

Leia também “A CinemaCon e o Universo DC”.

Então, lembra o filme “Homem de Ferro 3”? Pois bem, o vilão original do filme deveria ter sido a personagem interpretada pela britânica Rebecca Hall. Deveria. No entanto, a alta cúpula da Marvel vetou a ideia porque… “ninguém quer comprar action figures de personagens femininos”.

Rebecca Hall interpretou Maya Hansen em "Homem de Ferro 3"

Sério.

Esse foi o argumento.

Eu não estou de zuera hueptbr.

Por conta disso, o personagem de Guy Pearce foi alçado ao papel de antagonista central do filme.

Gal Gadot assumiu de vez o laço e o escudo da amazona Mulher Maravilha

Já do outro lado do muro, a Warner/DC parece muito mais consciente do mundo em que vive. Primeiramente, temos que falar que a Mulher Maravilha vai ser a primeira heroína a estrelar o seu próprio filme. Nada mais justo, né? Bom, mas vale lembrar que o universo compartilhado da Marvel já tem nada menos do que 13 filmes, e em nenhum deles tivemos uma protagonista mulher.

Leia também “HQ News: “Deadpool”, “Esquadrão Suicida” e novo reboot da DC”.

Mulher Maravilha” vai ser o quarto filme do Universo Estendido da DC. O terceiro é “Esquadrão Suicida”, onde os protagonistas são Deadshot (Will Smith) e Harley Quinn (Margo Robbie). E é justamente disso que vamos falar, da Harley Quinn.

Will Smith e Margot Robbie em "Esquadrão Suicida"

A atriz Margo Robbie se apaixonou pela personagem e recentemente disse que faria a personagem por quanto tempo pudesse. Agora, é lógico, isso pode sempre ser demagogia, né? Aquela mesma demagogia que faz os atores dizerem que “liam quadrinhos quando eram jovens”. Aham. Okay. Liam, sim. COMO É QUE EU NUNCA VI GENTE PARECIDA COM VOCÊS COMPRANDO QUADRINHOS, HEIN?!

Er- Bem- seguindo em frente-

Birds of Prey

Assista também ao vídeo “O Empoderamento da Mulher em Star Wars”.

A paixão de Robbie, que admitiu não ter tido familiaridade com o Universo DC antes de aceitar o papel, não foi só por Harley Quinn, mas sim pelas personagens femininas desse universo. A paixão foi tanta que a atriz teria entrado em contato com os executivos da DC e proposto fazer um filme para o Universo Estendido da DC focado não só em Harley, mas em outras personagens também. Supostamente, a Batgirl participaria do filme, assim como as Birds of Prey. Algo nunca feito antes. Uma espécie de Caça-Fantasmas só com meninas – Opa, não, peraí.

Ainda não sabemos exatamente sobre o que vai ser o filme. O que foi dito é que NÃO, eu repito, NÃO vai ser um filme solo da Dr. Harleen Quinzel.

Leia também “Warner Bros. e o Universo DC”.

Duas vertentes de pensamento estão prevalecendo pelas interwebs da vida:

(A) O filme vai se chamar “Birds of Prey, baseado na HQ popularizada por Gail Simone.

BoP” conta a história de um grupo de heroínas formado basicamente pela Oráculo, a Canário Negra e a Caçadora (mas que teve participação de outras heroínas). Sendo que, nesse caso, o filme teria como personagem principal Harley Quinn.

Vale lembrar que a atriz Jena Malone teria interpretado Barbara Gordon, a ex-Batgirl/atual Oráculo, em “Batman v Superman: A Origem da Justiça”, mas o seu papel teria sido cortado na edição final do filme. Um outro boato que tá rolando é que a atriz Alona Tal viria a interpretar a Canário Negro, mas isso é só rumor mesmo.

Hera Venenosa e Harley Quinn

(B) O filme vai se chamar “Gotham Sirens“.

Essa publicação tinha Harley Quinn, Hera Venenosa e Mulher Gato como protagonistas e mostrava as ex-vilãs agindo do lado… certo da lei. Uma coisa interessante dessa publicação é que Pamela Isley (Hera Venenosa) e Harleen Quinzel tiveram um envolvimento romântico. Se isso for levado para as telas, seria a primeira vez também que veríamos personagens de HQ da comunidade LGBT nas telonas.

 

Eu, honestamente, não sei o que pensar. Não consigo decidir qual teoria eu acho mais provável entre as duas que estão sendo ventiladas. Existe sempre a possibilidade de acabar sendo algo completamente novo, mas acredito ser essa a teoria menos provável.

Leia também “Rumores da DC”.

Eu também acho que nós não veremos a Mulher Gato nesse filme. A personagem é parte integral da mitologia do Batman e Ben Affleck pode querer escolher a atriz que vai interpretar a personagem no seu filme solo do Batman, visto que eles podem vir a ter cenas românticas. Então, nada mais justo que ele escolha uma atriz com quem ache que terá química.

Uma outra informação interessante é o fato de que Margo Robbie vai produzir esse filme e vai escolher A ROTEIRISTA. Isso mesmo, Margo quer que uma mulher escreva o filme. Eu acho digno. Seria legal se ela conseguisse que o filme também fosse dirigido por uma mulher. *tosse*Sofia Coppola*tosse*.

Assista também ao vídeo “O Teste de Bechdel, mas que diabos é isso?”, sobre a posição na mulher na industria cinematográfica.

Então, galera, essa foi a história da DC da semana.

O que vocês acharam disso tudo?

 
Compartilhar
 
Notícias Relacionadas
 
 
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*



Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Animação Batman Ben Affleck Bryan Cranston Capitão América Chris Evans Chris Hemsworth CHRISTIAN BALE Christopher Nolan Cinema Francês Cinema Nacional Coletiva de Imprensa DC Comics Demolidor disney Festival do Rio 2012 Festival do Rio 2013 Festival do Rio 2014 Festival do Rio 2015 Frank Miller Game of Thrones Henry Cavill homem aranha Homem de Ferro Hugh Jackman Hulk Jennifer Lawrence Liga da Justiça marvel mulher maravilha Netflix Os Vingadores pré-estreia Rachel McAdams Robert Downey Jr. Rodrigo Santoro Stan Lee star wars steven spielberg Superman Thor Viola Davis Wolverine X-Men Zack Snyder