Canais > Cinema > Críticas > Guardiões da Galáxia Vol 2
Enviado 25/04/2017 3:28 pm por Rafael Leite no responses

Desde que chegaram a leva de filmes baseados em super heróis, os estúdios pensaram como sair de um passado tosco rolado por roupas collant, e efeitos questionáveis, para passarem a ser levados a sério. Desde que chegou o primeiro filme dos X-Men (também licenciados pela Marvel), o destino dos super-heróis parecia certo. Mostrando que eles tem dois lares… Os dos gibis, e o cinema. Desde então os estúdios vieram se perguntando a fórmula do sucesso para todos os filmes do gênero serem encarados como acerto pela massa. A resposta para os meados dos anos 2000 bastava apenas fazer e tacar CGI, uma vez que era tudo uma grande novidade. E ao invés de roupas coladas, OS X-men trouxeram, casacões de couro bem estilosos.

Passaram-se os anos e vimos o aracnídeo Homem ganhar uma trilogia e meia nas mãos de 2 diretores, e já seguindo para o terceiro com “Homecoming”, que de acordo com os acordos entre estúdios, vai acabar sendo o aranha definitivo para os próximos 15 anos… Vimos um tagarela que foi sumariamente desonrado por um compatriota de criação, e que ressurgiu das cinzas para um sucesso apoteótico, sem tantas censuras e limites gestuais, pois se é para escrachar, que seja feito dereito… E assistimos o Logan ganhar a versão mais séria e jamais visto em qualquer filme desse setor. O que mostra que a ousadia e o fato de não copiar antecessores, é a fórmula.

Em 2014, foi lançado o filme de um grupo de “pessoas intergaláticas” que logo se tornariam super-heróis ao acaso, e que era desconhecido do grande público… Algum palpite? Guardiões da Galáxia, é claro. Um filme que foi um divisor de universos para os estúdios Marvel. Por tratarem de personagens desconhecidos da maioria, o poder de liberdade, acabou sendo maior, uma vez que eles estava lidando com uma chance de fracasso que seria trazido apenas pelo fato de não serem tão populares. Mas como eu disse… “OUSADIA” foi a palavra utilizada para esses caras arrebatarem o sucesso com a batuta do James Gunn. Com um roteiro bem tratado, uma história bem dirigida, e uma trilha sonora que seduz qualquer habitante de qualquer planeta que seja.

Seguindo esse carinho pela trilha, a sua continuação obteve o “Vol 2″ seguido do nome, para denominar a sua sequência. Novamente trouxe uma trilha capaz de fazer qualquer um se arrepiar, e um roteiro repleto de um lado cômico exacerbado, narcisista (no melhor sentido da palavra), emotivo (no melhor sentido de envolvimento), e completo. Com cinco cenas pós crédito, sua sequência emociona, cativa, e completa tudo o que o primeiro filme deixou de preencher. Conseguiu o improvável feito de ser uma sequência que supera um sucesso, e conseguiu finalmente firmar seu lugar nas estrelas. Cabe destacar a participação de diversos nomes conhecidos, até em papéis coadjuvantes! O que mostra que todos querem um pouco dessa poeira cósmica que esse filme traz com o seu rastro.

 

 

 

 

 
Compartilhar
 
Notícias Relacionadas
 
 
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*



Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Animação Batman Ben Affleck Bradley Cooper Capitão América Charlize Theron Chris Hemsworth CHRISTIAN BALE Christopher Nolan Cinema Francês Cinema Nacional Coletiva de Imprensa Colin Farrell DC Comics Demolidor disney Festival do Rio 2012 Festival do Rio 2013 Festival do Rio 2014 Festival do Rio 2015 Frank Miller Game of Thrones homem aranha Homem de Ferro Hulk Jennifer Lawrence Jessica Chastain Kristen Stewart Liga da Justiça marvel Michael Fassbender mulher maravilha Netflix oscar Os Vingadores pré-estreia Robert Downey Jr. Rodrigo Santoro Samuel L. Jackson star wars steven spielberg Superman Thor Tom Cruise X-Men